Allamirah – Uma Encarnação da Divina Mãe, do Feminino Sagrado

Allamirah

“Não podemos deixar de fazer nobres referências ao acontecimento universal levado a efeito no início de nosso século, e cujo ato se deu no período compreendido entre os dias 1 a 8 de julho de 1.900. Naquele privilegiado período nasceram 7 SERES de estirpe divina, de estirpe Planetária.  Referimo-nos ao nascimento dos 7 Dhyanis-Jivas e mais uma Dhyani, senão, o mais Divino SER, espelho da Divindade, era Adamita, mas, em nossa Escola, nos nossos dias, é conhecido com o nome de Allamirah; Adamita, como aspecto feminino de Adão. Ambos formam o Bijam dos Avataras, a preciosa Semente provinda o Segundo Trono, o Adam-Kadmon, o Embrião Primordial.Adamita, como oitava CRIANÇA nascida naquele ano de 1.900,  corresponde AQUELA ESTRELA engastada no centro do Universo. Logo, começaram a brilhar no firmamento da Obra, a ESTRELA ÚNICA, os sete Planetas (os Dhyanis) e as demais Estrelas (os Dharanis, Dwidjas, Yokanans) formando a esplendorosa constelação de AKBEL.
Temos, pois, com Adamita, à guisa de reflexo do SOL CENTRAL DO OITAVO SISTEMA, rodeada dos sete SÓISCONSCIÊNCIA, a expressão dos sete SOIS que constituem o OITAVO SISTEMA. Assim,  ois, começou o “NOVO PRAMANTHA A LUZIR” a surgir no início de nosso Século, qual “Fênix”  erivada das cinzas da Tibetana.
De modo que o nascimento de Allahmirah deu origem ao nascimento universal do Novo Pramantha, embora isso viesse a se verificar muitos anos mais tarde. Mesmo porque, sem a divina MÃE, os filhos não poderiam ter nascimento.
Sim, com o nascimento da MÃE das MÃES passaram a tomar forma física os diletos Filhos de Deus. tomou aspecto humano, em primeiro lugar a maior de todas as Mães: NENHUMA MARIA É MAIOR DO QUE ALLAHMIRAH.
Atenção: O nascimento de Allahmirah – tal como dissemos, e o dos 7 Dhyanis à guisa do Sol Central com seus 7 Planetas, deu origem ao Novo Pramantha a Luzir (muitos anos mais tarde) e por essa razão é Ela a Suprema Dirigente dos jovens, das crianças pertencentes ao Movimento do Eterno na Face da Terra, e, também, Grã-Mestrina da Ordem do Santo Graal e da Ordem do Ararat!
A seguir, pois, nasceram os Dharanis (de 1a, 2a, E 3a categorias), sem falar nos Dwidjas, Yokanans e, finalmente, os dois Budhas: Terreno e Celeste, fechando o Ciclo com a Chave de Pushkara.”