Significado das tônicas e ciclos do Feminino: Feminino Lunar/Ceres, Feminino Terreno, Feminino Venusiano, Feminino X, Feminino Pleideano, Feminino Mariana

Significado das tônicas e ciclos do Feminino: Feminino Lunar/Ceres, Feminino Terreno, Feminino Venusiano, Feminino X, Feminino Pleideano, Feminino Mariana

(em desenvolvimento)

Feminino Vênusiano

 Significado Simbólico e  Mitologia
Existem várias histórias  na Mitologia Védica e Grega acerca  de Vénus, porém o verdadeiro significado de vênus ainda tem um lado bem mais profundos (e ocultos) sobre a real da  energia deste planeta. 
Ele é um  grandes benéfico natural.
Vénus está ligado aos Saberes e Ciências Espirituais . Vénus dirige a sua energia para a libertação em relação ao mundo material, contribuindo para a transformação da percepção deste plano de existência. 
Vénus assumiu a função de professor de ajudar a despertar o que está sombrio, inconsciente e subconsciente. Está relacionado aos métodos para trazer luz as sombras. 
Vênus tem o segredo  da ‘imortalidade’ e transformação: (pode ser mantra, elixires, yantras etc), tem o poder da transformação.
Vénus representa a possibilidade da ligação entre os seres divinos e os seres não-divinos, poder de continuidade da vida no conjunto de todos os seres, através do princípio de coesão ou atração universal, expresso no mundo físico pelo electromagnetismo  e no mundo subjectivo pela  compaixão, a simpatia e o amor.
A energia de Vênus é a expressão da força universal de atracção que une todas as coisas num mundo  unitário  que supera as divisões entre finito e infinito, mortal e imortal. 
É o princípio de união em todas as suas formas.Todas as civilizações antigas reconheceram a importância especial de Vénus. Os antigos Maias centraram  mesmo a sua religião e o seu calendário neste planeta. Também é  muito antiga a associação entre Vénus e a imortalidade:
Os egípcios chamaram-lhe Ankh, a cruz da vida e  entre os Vedas Vénus é associada com Lakshmi/ Radha, a companheira de Vishnu, representando o princípio feminino mais elevado, a capacidade de se harmonizar com o divino pelo sacrifício (sacro-ofício) do ego individual  e a devoção e empatia com todos os seres.  
Com Vénus aqueles seres que se perderam  e foram condenados ‘pelos deuses’ à  morte definitiva  recuperam a possibilidade de regressar à vida através do amor . Este significado  de Vénus relacionado com a conquista da imortalidade fá-la aparecer como a alta sacerdotisa do conhecimento  oculto e dos mistérios.  
Vénus mostra que no  ciclo eterno da evolução não há seres  excluídos e que o segredo da imortalidade é o princípio universal de coesão que agrega e que une:  no mundo físico e biológico, através da união sexual que perpetua, num novo ser, a vida que o originou; 
No  mundo espiritual e do conhecimento, a união entre a mente intelectual finita e discursiva (representada pela energia de Mercúrio) e a mente intuitiva (venusiana) que, por essa  via, atinge o equilíbrio no princípio da justiça e do amor  universal que permitem a todas as criaturas o mesmo destino final. 
Enquanto personificação deste princípio ela é Radha, a amada de Krishna e representa o nosso contentamento  ou felicidade individual.
Vénus tem a sua expressão mais elevada na constelação (Nakshatra) Revati situada na parte final do  12º signo ( Peixes). Vénus tem aqui a dignidade de exaltação e  isto mostra a importância dos significados que ela representa  para o conceito de salvação (Moksha) expresso nesse Nakshatra.
Vénus é o único planeta que tem, na 12ª casa do horóscopo, resultados benéficos.  Ela representa o ponto de equilíbrio entre todas as polaridades da vida, o ponto em que cessa o antagonismo entre os opostos  para surgir a integração  entre o mortal e o imortal, o masculino e o feminino e  em que, através da beleza e do amor, todas as coisas encontram finalmente o seu ponto de união.